Você sabia que o metal índio é o padrão mais utilizado na calibração do DSC?

Na curva DSC, a área do pico por unidade de massa é proporcional à quantidade de calor ΔH. Assim, a área do pico pode ser utilizada para calcular a constante de calibração (K) conforme a equação:
K = ΔHs . ms /As
onde ΔHs é a entalpia de fusão do padrão (por exemplo, para o índio metálico 28,5 J/g), ms
é a massa da amostra (g), As é a área do pico (cm2) e K é a sensibilidade calorimétrica (J/cm2).
 
Seleciona-se o padrão conforme a faixa de estudo a ser realizado
 
Para a calibração da escala de temperatura deve-se selecionar dois padrões, por exemplo, In0 e Zn0.
Visto que o sensor de temperatura deve responder linearmente, há a necessidade de pelo menos dois pontos de
temperatura para ajustar a inclinação.
Comente sua experiência com o índio nas suas calibrações.
//]]>